Todo profissional recém formado tem dificuldade em saber “cobrar pelo seu serviço” ou como informar a pretensão salarial. Com os advogados não é diferente, ainda mais um serviço que depende de tantos fatores como tempo, complexidade de um caso. Por isso, é importante entender como cobrar os honorários sem ser abuso e sem sair no prejuízo.
advogado
O código de ética da OAB auxila na respostas de tantas dúvidas, no artigo 36 é possível conferir algumas dicas como:
  • Relevância – é preciso analisar a dificuldade e complexidade do caso.
  • Tempo – alguns casos são resolvidos em pouco tempo, já outros se arrastam por anos, é preciso medir esse fator para ajudar na cobrança.
  • É preciso analisar se ao pegar esse caso, você poderá trabalhar com outros ou precisará se dedicar em tempo integral.
  • Valor da causa – geralmente, os advogados cobram 20% do valor da causa, mas isso vai depender dos fatores vistos acima e do tempo de mercado do profissional, os menos experientes costumam cobrar menos.
As regrinhas vistas acima são referentes aos honorários de uma forma geral, mas os valores variam de acordo com o tipo de advocacia, por exemplo: criminal, trabalhista, previdenciária, eleitoral, vara da infância e da juventude, entre outros.
direito
Para atividades extrajudiciais a OAB disponibiliza uma tabela de preços, confira alguns exemplos:
  • Consulta – R$ 200,00
  • Acompanhamento ou exame de documentos em órgão público – R$ 400,00
  • Acompanhamento de depoimento pessoal – R$ 800,00
  • Elaboração de convenção de condomínio e regimento interno – R$ 1.000,00
  • Elaboração de minutas de testamento – R$ 2.000,00
  • Requerimento ou petições – R$ 700,00
  • Divórcio:
  • Consensual – R$ 2.500,00
  • Litigioso – R$ 4.000,00
No GetNinjas você encontra advogados com diversas especialidades, solicite um orçamento e receba o contato de até 7 profissionais na sua região.